Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

O Alegre Canto da Perdiz

21.10.21, Almerinda
Trago hoje aqui um texto que escrevi sobre "O Alegre Canto da Perdiz" de Paulina Chiziane, cuja obra foi agora justamente reconhecida com o Prémio Camões.   O Alegre Canto da Perdiz, Paulina Chiziane, 2008 Vinda do Gilé, um dos distritos da Zambézia, província do centro de Moçambique, os meus dedos agarraram por acaso, na estante da casa em Maputo da minha amiga Zita, este livro de Paulina Chiziane. Autora que já conhecia de outros livros, ao começar a leitura de “O Alegre (...)

A Ridícula Ideia de não voltar a ver-te, Rosa Montero, 2013

16.06.21, Almerinda
Faz hoje precisamente 5 anos que terminei a leitura deste livro de que gostei muitíssimo. Republico aqui o que então escrevi e postei no facebook.   Um dos livros que comprei nesta Feira do Livro e o terceiro que leio desta autora madrilena nascida no mesmo ano em que nasci e por quem tenho muita empatia. A leitura de “A Ridícula Ideia de não voltar a ver-te” que é um livro fascinante e comovente reforçou essa proximidade afectiva e ideológica com Rosa Montero. Um daqueles (...)

Mulheres da minha Alma, Isabel Allende

14.06.21, Almerinda
Mulheres da Minha Alma, Isabel Allende, 2020 Depois de um livro que demorei quase um mês a ler, soube-me muito bem agarrar neste “Mulheres da minha Alma” de Isabel Allende. Li-o num ápice. Textos, a que não vou chamar capítulos, curtos, soltos, sem uma ordem definida, mas todos com um fio condutor: trazer à memória as mulheres que contribuíram para Isabel Allende ser feminista e lutar pelo feminismo. Ao ler estes textos senti-me positiva e com vontade que este livro chegasse (...)

Filhos e Amantes, D. H. Lawrence

10.06.21, Almerinda
Filhos e Amantes, D. H. Lawrence, 1913 Sem deixar de ir lendo as “novidades”, foi uma das intenções que formulei no início deste ano, ir descobrir livros há muito comprados e “esquecidos” na estante e ler e devolver alguns livros emprestados. Desta vez fui descobrir D. H. Lawrence e “Filhos e Amantes”. Confesso que foi uma leitura demorada e, ao longo das suas mais de quinhentas páginas, por vezes achei que algumas partes e passagens podiam ter sido mais encurtadas, que (...)

Uma história com 50 anos

29.05.21, Almerinda
Antes que termine o mês de Maio, trago aqui o texto que escrevi para o Escola Informação deste mês. Ontem lembrámos Carolina Beatriz Ângelo nos 110 anos do seu gesto corajoso e generoso ao ser a primeira mulher a votar em Portugal. Há tanta mulher que rompeu com as cadeias do conservadorismo patriarcal que merece ser nomeada e celebrada. Aqui vai este meu modesto contributo.    Uma história com 50 anos Em Maio de 1971, três mulheres decidiram fazer um livro a seis mãos. Uma (...)

8 de Março

08.03.21, Almerinda
O 8 de Março em tempo de pandemia. Estamos a breves dias do 8 de Março. Há um ano estivemos na rua, juntas, sem máscaras, nem com cuidados de distanciamentos e abraços. Festejámos com alegria, com a alegria de estarmos juntas a lutar pela igualdade, pelos direitos, pela dignidade das nossa vidas, sem constrangimentos e com a certeza de que há tanto por fazer, sem nunca ignorar nem desprezar o legado de avanços das nossas irmãs lutadoras do século passado e as conquistas (...)

Este ano não começou nada bem

26.01.21, Almerinda
O Ano 2021 não começou nada bem Folheio os jornais da manhã à procura de notícias relacionadas com as escolas e o ensino. O “Público” tem mapas dos resultados eleitorais para todos os (des)gostos, mas dá destaque de primeira página ao mapa do candidato que ficou em terceiro lugar, embora lhe chame 2º!! Há também o mapa dos contágios, lembrando quem ainda andar distraído, que no nosso país o vírus e suas variantes estão em roda livre. Depois, a situação das escolas (...)

#19 As Irmãs Mirabal

20.12.20, Almerinda
#19 As Irmãs Mirabal Em 1999, quando li “No Tempo das Borboletas” de Julia Alvarez (Bertrand Editora) estava longe de saber que a história das irmãs Mirabal mortas a 25 de Novembro de 1960 estava na origem do dia que assinala aquilo que é a segunda causa de morte em todo o mundo. Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal assim se chamavam as três jovens activistas dominicanas na luta contra a ditadura de Trujillo. Os seus corpos foram encontrados junto ao seu jipe no fundo de uma (...)

#18 Simone de Beauvoir

19.12.20, Almerinda
#18 Simone de Beauvoir Este é outro nome incontornável e referência das feministas e dos feminismos. A partir da reprodução de uma fotografia de Simone na força da idade, usei cópias do prólogo do livro “A Força da Idade” que ela dedica a Jean-Paul Sartre. Começa assim :“Lancei-me numa aventura imprudente, quando comecei a falar de mim: começa-se e nunca mais se acaba.”E termina “ Este relatório apresenta-se, em todo o caso, isento de qualquer preocupação moral. (...)

#17 A República

18.12.20, Almerinda
#17 A República Nesta colagem que fiz para celebrar o 5 de Outubro, dia da implantação da República, baseei-me numa maravilhosa estampa do Almanach d’O MUNDO de 1910, assinada por Alberto Souza. É a imagem muito bela e muito forte de mulher, como foram as mulheres republicanas que, não só bordaram a primeira bandeira da República, mas se mobilizaram e acreditaram que a República iria trazer igualdade e justiça para as mulheres portuguesas. O busto da República simboliza essa (...)