Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

Tanta Gente, Mariana - Maria Judite de Carvalho

31.03.24, Almerinda
“Tanta Gente, Mariana”, Maria Judite de Carvalho, 1959  Maria Judite de Carvalho é, em minha opinião, uma das grandes escritoras do século XX. Já li vários romances e contos dela e voltei à leitura de “Tanta Gente, Mariana”, depois de este título ter sido escolhido pelo Círculo de Leitura da UNISSEIXAL. Esta obra é a mais conhecida da autora e considerada a mais autobiográfica, na medida em que se aproxima muito da vida da autora que ficou órfã aos 7 anos e foi (...)

Silêncio

22.04.19, Almerinda
    Lembrei-me dele várias vezes. Foi há muitos, muitos anos. Chamava-me Silêncio. Vá-se lá saber porquê! A Maria Judite de Carvalho não teve culpa, mas também ajudou um pouco... Uma semana em que conscientemente me remeti ao silêncio: do telemóvel, da casa dentro de casa, da casa do subúrbio, da vozearia, da indignidade, das leituras, das escritas. Nada teve a ver com a Páscoa, festa que nunca me disse muito. Foi outra coisa. Até quando este silêncio?