Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

Mãe

02.05.21, Almerinda
“Hoje o dia vai correr bem!” era uma das primeiras frases que lhe ouvia quando lhe telefonava ou ela me telefonava. Praticamente todas as manhãs, não por obrigação, mas como rotina boa, como todas as nossas rotinas sem as quais sentimos que algo está a faltar. Já tinha visto um melro e esse era o sinal de vida que a ajudava a acreditar que era bafejada pela sorte, mesmo com todas as adversidades com que lidava de forma positiva e sem se deixar abater. No dia em que fiz 70 anos, (...)

#9 Mãe

10.12.20, Almerinda
#9 Mãe Ela não podia deixar de aqui figurar. A maior referência da minha vida. A grande inspiradora. Sempre e ainda hoje. Ficou no coração de muitas pessoas que a conheceram e que continuam a falar do seu sorriso, do optimismo, de nunca achar que havia impossíveis. Aquelas mãos eram mágicas. Na costura, na cozinha, em tudo onde poisasse as mãos. Escolhi o poema de Carlos Drummond de Andrade, porque tudo o que saía daquelas mãos tinha um sabor, um toque especial. Comovente (...)