Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

Saudade

29.04.20, Almerinda

Mouriscas_2020.jpg

Cada dia é mais evidente que partimos,

Sem nenhum possível regresso no que fomos,

Cada dia as horas se despem mais do alimento:

Não há saudade nem terror que baste.

 

in "Coral" de Sophia de Mello Breyner Andresen

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.