Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

Anestesiados

01.02.21, Almerinda

No meu sofá.jpg

Agora que entrámos em Fevereiro e que prevemos um aumento de novos casos e de mortes pela doença covid até meados do mês, pergunto-me se os paranóicos iluminados/as e sábios/as nas redes sociais irão aumentar a sua actividade ainda mais, ou pelo contrário, começarão a ter humildade e pudor para se calarem. Errático é o adjectivo do momento. Todos os dias se cria um caso novo que é martelado até à náusea. Os números criaram uma anestesia e apatia tais, que nem mesmo os apelos dramáticos de médicos/as e enfermeiros/as conseguem comover. Eu sei que está tudo muito cansado! Eu sei que é difícil manter o equilíbrio e a sanidade mental. Eu sei que a ansiedade é muita. Mas, por favor, organizem-se. Calem-se. Não se armem em deuses omnipotentes e omniscientes. Respeitem quem há 11 meses passa o tempo de máscara a cuidar das pessoas e a tudo fazer para que elas não morram. Fiquem em casa. Leiam. Desenhem. Ouçam música. Arrumem gavetas. Organizem papéis. Rasguem papéis. Organizem fotografias. Telefonem a amigos/as e familiares. Cozinhem. E se saírem de casa, usem a máscara a tapar a boca e o nariz. Afinal, queremos ou não voltar a uma vida normal?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.