Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

O Atalho dos Ninhos de Aranha, Italo Calvino

06.03.22, Almerinda
O Atalho dos Ninhos de Aranha, Italo Calvino, 1947 Gosto sempre de ler um livro com um prefácio que me ajude a contextualizá-lo nas suas várias facetas. Em 1964 Italo Calvino fez um prefácio para o seu “O Atalho dos Ninhos de Aranha”de 1947. É um longo prefácio em que por várias vezes retoma a frase inicial “Este romance foi o primeiro que escrevi”. Escrito pouco depois da Libertação e da sua experiência como membro da Resistência à ocupação nazi, Calvino reflecte (...)

Natasha

27.02.22, Almerinda
Natasha. Natalya. Estive com a Natasha, dois dias antes de ela fazer 42 anos. Na altura ela disse-me que estava em Portugal há 21 anos, precisamente metade da sua vida tinha-a passado aqui.   Nestes 21 anos casou, teve dois filhos – um rapaz e uma rapariga – divorciou-se depois de ter vivido uma situação grave de violência doméstica, sobreviveu, criou o seu próprio negócio depois de o patrão ter encerrado o salão de cabeleireiro, sobreviveu a uma pandemia que a obrigou-a a (...)

A Guerra não tem Rosto de Mulher, Svetlana Alexievich

21.02.22, Almerinda
“A Guerra não tem Rosto de Mulher”, Svetlana Alexievich, 2013   Enquanto fui lendo este livro, fui acompanhando pela comunicação social o aumento preocupante do conflito entre a Ucrânia e a Rússia. Sabendo nós o que os órgãos de comunicação social nos querem fazer crer, com encontros entre líderes, declarações solenes de parte a parte, retiradas estratégicas, receios de provocações, a verdade é que no dia em que terminei o livro, parece que o conflito está cada vez (...)

3 anos

19.02.22, Almerinda
Hoje faço 3 anos. Sou uma das personagens que deram o primeiro rosto ao Lendo e Escrevendo. Somos várias meninas- mulheres. Chamo-me Concha e saí das mãos de uma artesã do Seixal. Lamento não saber o nome dela. Ela fez-me garrida e afirmativa e eu gosto de mim. Há um ano esteve cá a Vânia. Enquanto este blogue existir, neste dia outras como a Vânia ou a Concha virão cá agradecer a todos e (...)

Por este Mundo Acima, Patrícia Reis

05.02.22, Almerinda
Por este Mundo Acima, Patrícia Reis, 2011 Este foi o último livro que li em 2021, terminado exactamente no último dia do ano, mas sobre o qual só agora tenho oportunidade de escrever. Foi com este livro, um fechar de ano em beleza. Um livro extraordinário, o segundo que leio de Patrícia Reis e a certeza de que é uma autora cuja obra quero continuar a descobrir. O que é viver, como é viver, depois de um desastre nunca antes visto, um acontecimento que dizima grande parte da (...)

"Se isto é um Homem"

27.01.22, Almerinda
Hoje, no Dia Internacional da Memória das Vítimas do Holocausto, publico um texto que escrevi em 2013, após a leitura deste livro de Primo Levi. “Se Isto é um Homem”, Primo Levi, 1958 Entre Dezembro de 1945 e Janeiro de 1947, Primo Levi escreveu o seu “Se isto é um Homem”. É o registo, a memória da sua experiência de recluso entre o dia 13 de Dezembro de 1943, então com 24 anos, altura em que foi capturado pela milícia fascista em Itália e depois deportado para (...)

Os Despojos do Dia

25.01.22, Almerinda
Recordando um livro maravilhoso que li há 4 anos. Os Despojos do Dia, Kazuo Ishiguro,1989   “Os Despojos do Dia”, mais conhecido pela versão cinematográfica interpretada pelo grande Anthony Hopkins e pela grande Emma Thompson, é o primeiro livro que li do escritor britânico Kazuo Ishiguro, autor premiado com o Prémio Nobel da Literatura em 2017. Embora tenha adjectivado os dois actores como grandes, por os conhecer de grandes desempenhos e interpretações em vários filmes, no (...)

As Boas Intenções, Augusto Abelaira

02.01.22, Almerinda
“As Boas Intenções”, Augusto Abelaira, 1963   Este foi o penúltimo livro que li em 2021 e o segundo de Abelaira que leio este ano, depois de “A Cidade das Flores”. Quer “As Boas Intenções” quer “Sem Tecto entre Ruínas” que irei ler no início deste novo ano foram herdados da minha irmã, os quais aguardavam a sua vez há alguns anos. “As Boas Intenções” foi escrito em 1963 e a sua acção decorre num período revolucionário, na transição entre a monarquia e (...)

Uma pilha de livros

27.12.21, Almerinda
Estamos a chegar ao fim de 2021. Comecei ontem a ler aquele que será o meu último livro ainda este ano e achei que era hora de os juntar a todos para uma fotografia de grupo. Verifico que faltam alguns, entretanto emprestados e que portanto não puderam ficar contemplados na foto.  Há um ano, seguindo uma sugestão da autora de um blog de que gosto muito - Livros para adiar o Fim do Mundo - escolhi uma quantidade de livros que há muito aguardavam a sua vez de serem lidos, (...)