Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

71 anos

14.10.19, Almerinda

IMG_7474.JPG

Há 71 anos um bebé nascia e não havia fotografias do/a recém-nascido/a. Não havia telemóveis, nem selfies e poucas eram as pessoas que tinham uma máquina fotográfica. Mesmo que tivessem, naquele tempo não fazia sentido fazer uma fotografia a um bebé que ainda pensava que estava no quentinho do ventre materno!

A primeira fotografia era geralmente com um ano, ou quando a criança já se sentava, ou conseguia estar de pé apoiada numa cadeira. Habitualmente, era feita num fotógrafo profissional com casa aberta e equipamento apropriado. Mas uma fotografia ao ar livre e em ambiente descontraído era para quem tinha a sorte de ter alguém na família com uma máquina e que soubesse tirar retratos.

Era o caso. A Isabelinha ao colo da mamã e o papá a tirar a fotografia, com todo o amor e saber que só ele tinha. Quantos meses teria ela aqui?

Há seis anos que não festejamos o 14 de Outubro com ela presente. É difícil, mas hoje pude ouvir alguns dos discos que ela adorava, na casa de campo que era dela e de que o poema da Elis Regina fala, como se lho tivesse dedicado. Elis Regina, Chico Buarque, Joan Baez... e tantos outros.

"Eu quero uma casa no campo Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé

Onde eu possa plantar meus amigos Meus discos e livros e nada mais!

Onde eu possa plantar meus amigos Meus discos meus livros e nada mais!

Onde eu possa plantar meus amigos Meus discos e meus livros e nada mais!"

Bel.jpg

 

Parte-se e fica sempre aquele aperto na garganta. Saudades sempre.

14 de Outubro 2019

 

4 comentários

Comentar post