Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Lendo e escrevendo

Lendo e escrevendo

Orgulho em ser Feminista

04.03.19, Almerinda

8 de Março

Inicia-se hoje a semana do 8 de Março.

Este ano tem sido fértil em notícias em que o tema é mulheres e por isso, para quem detesta falar sobre mulheres para dizer que elas já têm tudo, o que querem mais?, ou para quê um dia internacional da mulher, blá, blá, blá... tem sido terrível para eles.

Terrível sim, 11 mulheres e uma menina mortas em pouco mais de mês e meio. E se houve tanto bruá, programas de televisão, páginas de jornais, entrevistas na rádio, tanto clamor e indignação, isso deveu-se mais ao facto de o agressor da Cruz de Pau ter matado a filha depois de ter assassinado a sogra. Se a criança não tivesse sido morta, a sociedade assumia com a naturalidade habitual que 11 energúmenos a que se chama "homens" matem as suas mulheres, namoradas ou familiares. Um verdadeiro massacre institucionalizado.

Terrível haver um juiz que é famoso pelos seus acórdãos em que além de invocar a Bíblia para desculpabilizar os agressores, humilha e agride as vítimas culpabilizando-as e virando a justiça de pernas para o ar. Joaquim Neto de Moura é o seu nome. Não contente com os seus julgamentos, iniciou uma cruzada persecutória contra tudo e todos/as que de alguma forma lhe chamaram os nomes que ele merece, que ele estava a pedir. Vai tudo a eito. Processá-los, pois claro e ao que parece o advogado que escolheu é do mesmo quilate e o presidente da associação "sindical" também. Mais, o senhor doutor juíz não vai pagar as custas do tribunal porque, como juíz, está isento! Cada tiro, cada melro! Cada cavadela, sua minhoca.

Irra.

Fora estas más notícias, uma investigadora espanhola fez um estudo encomendado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos sobre "As Mulheres em Portugal, hoje - Quem são, o que pensam e como se sentem".

fundação.pngEntão, esta semana comecei hoje, 2ª feira, dia 4, a publicar na minha página de FB uma fotografia de Almerinda Feminista, apelando aos amigos e amigas feministas que sigam o meu exemplo. Penso que acharam graça mas não praticaram. Pode ser que amanhã ou lá mais para o fim da semana sigam o meu exemplo. Era giro. Fui buscar a ideia a uma publicação com 6 anos da Michele Spieler em que ela dizia

michele Spieler.jpg          feminista1.jpg